conecte-se conosco

Policia

Três pessoas presas após tentarem assaltar ônibus de estudantes universitários

Avatar

Publicado

em

Três rapazes de 22, 21 e 20 anos foram presos pela Polícia Militar de Manhuaçu MG na noite desta segunda-feira, 12/08. Eles tentaram roubar de estudantes universitários do ônibus de transporte escolar de Luisburgo.

Os policiais militares faziam patrulhamento na rodovia LMG 838, na altura do Córrego dos Pacheco.O motorista do ônibus foi até o local e informou que pouco antes, por volta de 23:30, foi alvo de tentativa de assalto quando retornava com estudantes de faculdades de Manhuaçu para suas casas em Luisburgo MG.

Indivíduos encapuzados colocaram galhos e troncos de arvores na estrada para tentar impedir a passagem ou mesmo reduzir a velocidade do veículo. Ao contrário do plano dos ladrões, percebendo que seria um assalto, o motorista orientou os passageiros a se segurarem e acelerou o ônibus, transpondo os obstáculos e saltando os quebra-molas existentes na pista.

Os militares foram para o local imediatamente. Além dos galhos na pista, pouco adiante, cerca de 15 metros, a equipe da PM encontrou os indivíduos encapuzados na motocicleta.

Os três autores começaram a fuga em alta velocidade na moto pela LMG-838. Não deu certo. O condutor perdeu o controle da direção, bateu numa cerca de arame farpado e caiu no solo em meio a um pasto na margem da rodovia.

Os indivíduos foram abordados. Eles estavam desacordados e lesionados com o acidente. Também foram encontrados, touca ninja, camisa preta para cobrir o rosto, capacete com viseira escura, outro capacete na cor preta.

Após o socorro pelos Bombeiros, os três foram levados para a UPA, sendo atendidos, e logo após encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil. Os envolvidos de 20 e 21 anos foram autuados, o terceiro de 22 anos foi liberado.

MOTO FURTADA

A motocicleta toda danificada, de placa HFV-0417, havia sido furtada no domingo, 12/08, em Manhuaçu.

A história da motocicleta é também outro fato que chamou a atenção dos policiais.

No domingo, por volta de 22:35, dois indivíduos abandonaram uma motocicleta Honda CG 150 Sport, placa HDS 2258, na rua Antônio Maximiano, no bairro Lajinha. O veículo havia sido furtado durante a madrugada daquele dia, em São João do Manhuaçu.

Segundo testemunhas, autores aparentavam ser jovens, trajavam blusas na cor preta e o garupeiro parceria estar com uma arma de fogo na cintura.

Os dois foram até a outra via – rua Alfredo Gonçalves da Cruz – e furtaram a motocicleta Yamaha/Factor YBR 125 K, placa HFV 0417, cor prata. Em seguida, fugiram e não foram localizados.

Agora, a moto foi encontrada nesse novo fato em Luisburgo e há fortes indícios que os dois envolvidos presos sejam os mesmos dos furtos de domingo em São João do Manhuaçu e no bairro Lajinha.

Com informações Carlos Henrique Cruz – Portal Caparaó

Brasil

Caminhão de frango tomba próxima a entrada da cidade de São Pedro dos Ferros

Caminhão de frango tomba em São Pedro dos Ferros

Vinicius Silva

Publicado

em

Na manha de hoje dia 19-05-2020 proximo a entrada da cidade chegada da zona rural conhecida como ponte do matadouro tombou um caminhão de frango vivo que ia para o Frigrorifico Fraboom. Nao ouve informação de feridos ate o momento. A policia esteve no local e foi feito baudiamento da carga sem tumulto.

Abaixo fotos de grupos de watsap.

Continue lendo

Brasil

TCU determina que militares devolvam valor do auxílio emergencial recebido de forma indevida

TCU) determinou que os militares que receberam os R$ 600 do auxílio emergencial

Vinicius Silva

Publicado

em



O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou que os militares que receberam os R$ 600 do auxílio emergencial de forma irregular devolvam o valor. Segundo despacho, o ressarcimento deve ser imediato com adoção de previdências necessárias pelo Ministério da Defesa, inclusive com a retenção do valor na folha de pagamento.

Ao ser referendada no plenário do TCU na noite desta quarta-feira (13), a cautelar obrigou o governo a colocar o nome de todos os beneficiários do auxílio emergencial no Portal da Transparência. O governo tem 15 dias para publicar os nomes de quem já recebeu o benefício. Até 30 de abril, 50,52 milhões de pessoas foram consideradas aptas a receber o benefício.

O TCU ainda determina, cautelarmente, aos ministérios da Defesa e o da Cidadania que, caso os ressarcimentos não tenham ocorrido até a data de fechamento da folha de pagamento do mês de maio, via Guia de Recolhimento da União (GRU), que seja realizada retenção no mesmo valor recebido pela pessoa que integra a folha, seja ela militar ativo, inativo ou pensionista. Ainda, é necessário impedir que novos militares realizem o cadastro, cancelar os cadastros admitidos, de modo a evitar a continuidade de pagamentos ilegais.

Ao Ministério da Cidadania, foi exigido que, em cinco dias, informe se foi identificada a existência servidores civis federais, estaduais e municipais entre os beneficiários do auxílio emergencial e, dentro de dez dias, implemente mecanismo simplificado de ressarcimento de valores envolvidos em pagamentos indevidos do auxílio emergencial em conjunto com o Ministério da Economia.

O despacho informa que a soma dos pagamentos indevidos somam, pelo menos, R$ 43,9 milhões.

De acordo com parágrafo 5º, do artigo 2º, da lei 13.982/2020, são considerados empregados formais os agentes públicos, independentemente da relação jurídica, inclusive os ocupantes de cargo ou função temporários ou de cargo em comissão de livre nomeação e exoneração e os titulares de mandato eletivo.

Segundo o governo, 73,2 mil militares ativos inativos, de carreira, temporários, pensionistas, dependentes e anistiados receberam o auxílio. Na terça-feira (12), o Ministério da Defesa divulgou uma nota na qual informou que as Forças Armadas analisam caso a caso de militares que receberam o auxílio.

“Os Ministérios da Defesa (MD) e da Cidadania (MC) informam que, dos quase 1,8 milhão de CPFs constantes da base de dados do MD, 4,17% (73.242) receberam o auxílio emergencial concedido pelo Governo Federal. Isso inclui militares (ativos e inativos, de carreira e temporários), pensionistas, dependentes e anistiados”, informou o ministério em nota. “Assim que o Ministério da Defesa e o Ministério da Cidadania fizeram o cruzamento de dados e identificaram a possibilidade de eventuais recebimentos indevidos, os Comandos das Forças Armadas foram acionados para apurar possíveis irregularidades”, acrescentou a pasta.

A Caixa Econômica Federal, que faz o pagamento do auxílio, informou que faz a operação somente após a validação dos dados dos cidadãos pelo próprio governo.

Fonte: g1.globo.com

Continue lendo
Publicidade

Facebook

Siga-nos

Publicidade

Mais lidas