conecte-se conosco

Entretenimento

Queen, Lady Gaga e outros shows levarão clima de Grammy a Oscar sem apresentador

Avatar

Publicado

em

Banda com Adam Lambert como vocalista iniciará cerimônia no domingo (24) com uma apresentação ao vivo que comemorará o sucesso de bilheteria de ‘Bohemian Rhapsody’.

Não haverá um apresentador na cerimônia do Oscar, que tampouco começará com o monólogo tradicional em que celebridades e políticos são satirizados.

Mas graças à banda de rock Queen, à estrela pop Lady Gaga e aos dois musicais na disputa pelo melhor filme, a celebração das maiores honrarias da indústria cinematográfica no domingo terá um clima musical atipicamente forte agora que se empenha em reconquistar as audiências televisivas.

O Queen, com Adam Lambert como vocalista principal, iniciará o show de 24 de fevereiro com uma apresentação ao vivo que comemorará o sucesso de bilheteria de “Bohemian Rhapsody”, indicado ao prêmio de melhor filme, disse um representante do grupo britânico.

Bette Midler, Jennifer Hudson, Jennifer Lopez e o produtor musical Pharrell Williams também devem comparecer ou subir ao palco, assim como o ator Daniel Craig, dos filmes de James Bond, a campeã de tênis Serena Williams, Chadwick Boseman, astro de “Pantera Negra”, e as comediantes Tina Fey e Amy Poehler.

São poucos os detalhes sobre o primeiro Oscar em 30 anos sem um apresentador, o que desperta a curiosidade para a última e mais importante premiação da temporada.

O comediante Kevin Hart desistiu de apresentá-la em dezembro depois que tuítes homofóbicos que publicou no passado vieram a público.

Uma coisa é certa: o espetáculo da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos não será mais curto.

Uma promessa feita à rede ABC de limitar a transmissão a três horas foi arruinada na semana passada quando a Academia se curvou a protestos e desistiu do plano de entregar quatro dos 24 Oscars durante os intervalos comerciais.

Fonte: Reuters – G1

Continue lendo
Publicidade

Brasil

Bloco Amigos da Onça e Bloco Queijo balançaram o carnaval de Raul Soares

O carnaval de Raul Soares vem superando as dificuldades impostas pelas recentes enchentes que assolaram a cidade

Vinicius Silva

Publicado

em



O carnaval de Raul Soares vem superando as dificuldades impostas pelas recentes enchentes que assolaram a cidade e ameaçaram o evento. Mesmo sem trio elétrico e investimento público, a festa está acontecendo desde sexta-feira (21). No final de semana, os blocos Amigos da Onça e Queijo garantiram a folia no centro da cidade.

Na sexta-feira (21), apesar de chuva, a população e os turistas foram às ruas para prestigiar o desfile do Bloco do Samba e a apresentação de DJ Brinks, no palco principal.

Bloco Amigos da Onça

A tarde do sábado (22) fez Raul Soares ferver. Turistas de diversas cidades do estado se juntaram aos nativos e lotaram o bloco. Em seu quarto ano de existência, o Bloco Amigos da Onça trouxe várias atrações que garantiram a folia.

A principal, o mineiro MC Rick, foi o primeiro a se apresentar. O funkeiro, muito aclamado na região, fez grande show e levou os foliões à loucura. Após isso, a banda de Axé Muito Mais e os DJ’s Duarth e Tavia Ferman continuaram a festa.

View this post on Instagram

❤️❤️❤️ #carnaval2020

A post shared by #RICKWEEK (@mcrick) on

Ainda no sábado, mas durante à noite, o Bloco Cobra tomou a avenida com som automotivo. No palco principal, a atração foi o cantor Matielle Fabreti.

Bloco Queijo

Com mais de 10 anos de história e tradição, o Queijo fez jus a sua fama e promoveu um grande evento. Mesmo sem o trio elétrico, por conta da saída da Prefeitura Municipal da organização, o bloco reuniu diversas pessoas em concentração fechada na tarde do domingo (23).

A responsabilidade de agitar os foliões ficou por conta da banda de axé Kigingado, DJ Marlon Santana, além de MC DuBlack, um maiores cantores de funk do país na atualidade.

À noite, a banda Fuzuê se apresentou no palco aberto ao público geral.

Ainda restam dois dias de “CarnaRaul”. Nesta segunda-feira (24), haverá o Baile do MS e o Bloco Desesperadas, além de show com o cantor Rômulo Santos. Na terça-feira, Lincoln Lanna fechará o evento.

Fonte: https://maisminas.org



Continue lendo

Entretenimento

Musa da Sossego chamada de ‘feia’ em rádio comenta: ‘Mulher tem que ser respeitada’

Avatar

Publicado

em

‘Temos que acabar com esses paradigmas, chega das mulheres ficarem acorrentadas a um padrão. Eu me amo’, diz Michelly Boechat, que apostou em um maiô cavadíssimo.

Michelly Boechat, musa da Acadêmicos do Sossego, chamou atenção no Setor 1 com um maiô cavadíssimo e sua boa forma. Mas há cerca de um mês passou por um episódio de bullying que quase tirou sua vontade de desfilar.

A morena foi chamada de ‘feia’ e recebeu comentários críticos sobre sua aparência em um programa de rádio. As declarações geraram polêmica e acabaram até tirando o quadro do ar.

“Já passou, joguei isso para o universo. Mas tive que colocar a boca no trombone. Mulher tem que ser respeitada! Não existe mulher feia. Temos que acabar com esses paradigmas, chega das mulheres ficarem acorrentadas a um padrão. Eu me amo. Sei meus defeitos, mas amo até as minhas imperfeições”, afirma.

Questionada que recado deixaria para as mulheres, Michelly diz: “Se aceitem do jeito que são. Temos que gritar e dizer que chega, temos que lutar. Unir forças ao invés de ficar umas contra as outras”.

Michelly Boechat, Musa do Acadêmicos do Sossego, é clicada por fotógrafos na Sapucaí — Foto: Marcos Serra Lima/G1
Michelly Boechat, Musa do Acadêmicos do Sossego, é clicada por fotógrafos na Sapucaí — Foto: Marcos Serra Lima/G1


Fonte: Juliana Maselli, G1.globo.com Rio

Continue lendo
Publicidade

Facebook

Siga-nos

Publicidade

Mais lidas