Connect with us

Esportes

Dificuldades, escolhas e consequências: Cruzeiro caminha para o terceiro ano na Série B

Publicado

em

Time repete “cartilha” das duas últimas temporadas e chega à reta final do ano com chances remotas de voltar à Primeira Divisão, em 2022

Já se foram 69 rodadas para o Cruzeiro desde o início da caminhada na Série B, em 2020. Todas elas sem o time, que completou 100 anos nesta temporada, aparecer entre os quatro primeiros colocados, que garantem o acesso à Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro.

A melhor posição do Cruzeiro foi um nono lugar, na terceira rodada da competição do ano passado. Para entender o que está acontecendo na Toca da Raposa é preciso olhar para 2020 e também para 2021. Anos diferentes, mas com dificuldades, escolhas e consequências parecidas.

Segundo o departamento de matemática da UFMG, a chance de o Cruzeiro, 12º colocado na tabela, conseguir o acesso à próxima edição da Série A é de 0,012%

As dívidas do clube chegam a quase R$ 900 milhões. Mesmo assim, o Cruzeiro foi ao mercado e contratou 23 jogadores em 2020. Sem contar os nove atletas que voltaram de empréstimo. No fim do ano, 12 jogadores deixaram o elenco principal.

O Cruzeiro tem um time ruim. E pra piorar, vai contratando mais e mais jogadores, passando de 40 o número de reforços, que não são reforços porque não reforçam – afirma PVC, comentarista do Grupo Globo.

Em 2021, a crise financeira do Cruzeiro continua, e mais 17 jogadores foram contratados pela direção do clube. Ao todo, foram mais de 40 nos últimos dois anos. Importante ressaltar que, em parte desse período, a Raposa esteve proibida de registrar atletas, devido a punições da Fifa, por causa de dívidas não pagas com clubes do exterior.

– O Cruzeiro não tem camisa pra fazer apostas. O peso da camisa do Cruzeiro é muito grande pra você ir aleatoriamente fazendo contratações – avalia o comentarista Roger Flores.

Adilson Batista foi o primeiro técnico do clube em 2020. Foi seguido por Enderson Moreira, Ney Franco e Luiz Felipe Scolari. O treinador gaúcho, campeão da Copa de 2002 com a seleção brasileira, cumpriu o objetivo de evitar o rebaixamento do Cruzeiro à Série C, mas o sonho de voltar à Série A passou longe.

– Nós não podemos ter uma situação de perda de seis pontos novamente. Nós não podemos ter situações de salários, com dificuldades como a gente está vivendo – disse Felipão, em uma das coletivas como técnico do Cruzeiro.

Atualmente, Vanderlei Luxemburgo dirige o Cruzeiro na disputa da Série B. Técnico vencedor, experiente e com passagem importante na história centenária do clube. Assim como Felipão, ele foi contratado após a diretoria apostar em treinadores de perfis variados como Felipe Conceição e Mozart.

Todos eles fecham a conta de sete técnicos contratados pelo Cruzeiro em dois anos. Um treinador a cada três meses.

– O que faltou mesmo no meu caso, talvez poderia ter um pouco mais de tempo pra ter trabalhado – explica Ney Franco.

– A gente sempre vai pagar a conta. É muito mais fácil trocar o treinador do que mandar cinco, seis atletas embora – completa Adilson Batista.

Os sete técnicos são parte da causa, do fracasso, mas são a consequência da administração terrível que o Cruzeiro tem tido, mesmo com mudança de diretoria – afirma PVC.

– O erro que o Cruzeiro não pode cometer, e que cometeu de 20 para 21, foi a troca de treinador de uma temporada pra outra,. De 20 pra 21 teve que fazer porque Felipão decidiu não seguir. Acho que manter o Vanderlei é uma atitude acertada porque é um cara que parece que está fechado mesmo com o projeto, tem interesse em seguir e já conhece o grupo – avalia Henrique Fernandes, comentarista do Grupo Globo.

Para continuar em 2022, Vanderlei Luxemburgo pede a mesma condição imposta quando acertou com o clube, em agosto: que os salários de funcionários e jogadores do Cruzeiro sejam colocados e pagos em dia.

– Eu quero continuar, o presidente quer que eu continue, o patrocinador quer que eu continue. Então a gente está em um processo bem encaminhado disso aí, faltando só colocar o projeto que a gente quer para o ano que vem – Vanderlei Luxemburgo

– Acho que o Cruzeiro precisa de um time competitivo. O Cruzeiro não tem um time competitivo há bastante tempo. Aí não tem projeto, não tem planejamento que se sustente. O Cruzeiro precisa ir ao mercado e acertar nas contratações – completa Roger Flores

Redação do ge — de Belo Horizonte

Esportes

Faz o “L”! Fluminense encaminha a contratação do atacante argentino Germán Cano, que estava no Vasco

Publicado

em

Cano e sua tradicional comemoração de gol fazendo a letra "L" do filho Lorenzo — Foto: Alexandre Durão

Jogador de 33 anos acerta bases salariais com Flu e vai assinar contrato por duas temporadas

Faz o “L”, torcida do Fluminense! Após retomar as negociações com o argentino Gérman Cano na semana passada, o clube encaminhou nesta segunda-feira a contratação do atacante que disputou as duas últimas temporadas no Vasco. A informação foi divulgada pelo jornalista argentino César Luis Merlo e confirmada pelo ge, que apurou que o jogador de 33 anos acertou as bases salarias e é esperado no Rio de Janeiro nos primeiros dias de janeiro para assinar contrato.

O Fluminense ainda não confirma a contratação, mas restam apenas detalhes burocráticos que serão resolvidos em janeiro, além dos exames médicos. O anúncio oficial será só após a assinatura do contrato, que terá dois anos de duração nas Laranjeiras, até o fim de 2023. Cano também chegou a receber uma proposta do Oriente Médio, mas além do projeto tricolor também pesou o fato de ficar no Rio, onde já está adaptado.

Em São Januário desde 2020, Cano não chegou a um acordo de renovação com o Vasco. Seu contrato se encerra em 31 de dezembro. Clube e atacante oficializaram o adeus no começo de dezembro, após o fim da Série B. O Fluminense, por sua vez, buscava um centroavante para revezar com Fred, que tem aposentadoria marcada para o meio de 2022.

Cano, que passa as férias na Argentina, será o quarto reforço do Fluminense, que já anunciou oficialmente o volante Felipe Melo e o atacante Willian Bigode, além do lateral-esquerdo equatoriano Pineida, do Barcelona de Guayaquil, do Equador. O ala já está no Rio fazendo exames médicos e vai assinar contrato de empréstimo de um ano.

Fonte: Paula Carvalho e Thiago Lima — Rio de Janeiro – ge.globo.com

Continue lendo

Esportes

Flamengo antecipa férias do elenco e monitora pressão no Benfica à espera de brecha por Jorge Jesus

Publicado

em

Jorge Jesus comanda o Benfica na derrota para o Sporting no Estádio da Luz — Foto: VALTER GOUVEIA / AFP

Tendência é que Gustavo Henrique, Léo Pereira, Renê e João Gomes se juntem a garotos da base contra o Atlético-GO. Clube prega paciência em busca por técnico de olho em rodada decisiva da Champions

Garotada em campo contra o Atlético-GO, olho na televisão para monitorar o Benfica na Champions e reuniões em busca de um nome de um plano B caso Jorge Jesus não se torne uma possibilidade de mercado. Desta maneira, o Flamengo projeta a semana em busca de caminhos que ainda não estão claros para 2022.

A pressão sobre o trabalho do Mister em Portugal faz com que o Flamengo redobre a paciência na expectativa pelo confronto entre Benfica e Dínamo de Kiev, quarta-feira, às 17h (de Brasília), em Lisboa, pela última rodada da Champions League. Isso porque a única possibilidade de se abrir negociação por um retorno passa pela demissão nos encarnados.

Enquanto JJ estiver sob contrato, a diretoria rubro-negra trata como utopia a contratação. As cobranças dos torcedores benfiquistas após a derrota por 3 a 1 para o Sporting, em casa, na última sexta, e o risco de eliminação na fase de grupos da Champions, por sua vez, ligaram o alerta para que o Flamengo não abra conversas com ninguém à espera do que pode acontecer quarta-feira no estádio da Luz.

 Não é um plano, é uma opção – disse Marcos Braz sobre Jesus no último sábado após Rodolfo Landim ganhar a eleição para ser o presidente rubro-negro até o fim de 2024.

A avaliação do Flamengo é de que questionar Jorge Jesus sobre a chance de um retorno no momento é “apenas” uma obrigação, mas com chance de se tornar uma oportunidade de mercado de acordo com o que acontecer contra os ucranianos. Paralelamente a isso, nomes são discutidos, praticamente todos portugueses.

Carlos Carvalhal é outro que voltou à pauta. Preferido na ocasião da saída do Mister, ele acertou com o Braga por conta da situação da pandemia do Coronavírus no Brasil em meados de 2020. O fato de estar com contrato em vigor, por sua vez, também é um problema. O Flamengo projeta alto investimento em salário do novo treinador, e não em multa rescisória.

Enquanto busca um treinador, o Flamengo começa o planejamento de 2022 antecipando as férias. Após a derrota para o Santos, o elenco ganhou folga na terça-feira e boa parte dele só se reapresentará no ano que vem. A tendência é de que, do grupo principal, apenas Gustavo Henrique, Léo Pereira, Renê e João Gomes estejam no Ninho do Urubu na próxima quarta-feira visando a partida contra o Atlético-GO, quinta-feira, em Goiânia.

O combinado com o técnico Maurício Souza é de que o quarteto se junte aos garotos das categorias de base, que terão a última rodada do Brasileirão para pegar experiência entre os profissionais.

Com informações: Cahê Mota — Rio de Janeiro – ge.globo.com

Continue lendo

Esportes

Atlético-MG iguala (próprio) recorde de vitórias seguidas como mandante no Brasileiro

Publicado

em

Guilherme Arana e Hulk comemoram mais uma vitória em casa do Atlético-MG — Foto: Pedro Souza / Atlético

Vitória sobre o América-MG nesse domingo foi a 12ª em sequência do Galo no Mineirão; feito igualou a marca do próprio clube (2016) e do Santos (2015)

A vitória do Atlético-MG no clássico contra o América-MG, por 1 a 0, é mais um marco da força do time como mandante neste Campeonato Brasileiro. Foi a 12ª vitória seguida do time em casa na competição, um feito que iguala o recorde da era dos pontos corridos.

O último tropeço do Galo como mandante foi na 5ª rodada, quando o time ficou no empate em 1 a 1 com a Chapecoense. Desde então, são 12 êxitos (36 pontos) consecutivos no Mineirão, com vitórias sobre Atlético-GO, Flamengo, Bahia, Athletico-PR, Palmeiras, Sport, Internacional, Ceará, Santos, Cuiabá, Grêmio e, agora, América-MG.

– Tem trabalhado muito o torcedor com a gente. Hoje (domingo) foram mais de 60 mil pessoas no campo incentivando, passando momentos ruins no jogo, como passamos. Foi um bom jogo, bem jogado – destacou Cuca após a vitória por 1 a 0 sobre o Coelho.

O feito iguala o recorde que só o Galo de Marcelo Oliveira (2016) e o Santos (em 2015) já conseguiram alcançar no Campeonato Brasileiro do atual formato de pontos corridos, desde 2003.

Torcida do Atlético-MG no Mineirão — Foto: Divulgação/Mineirão
Torcida do Atlético-MG no Mineirão — Foto: Divulgação/Mineirão

O fator casa tem sido fundamental para a campanha que caminha a passos largos rumo ao título. Dos 65 pontos do Galo no Brasileiro, 40 vieram dos jogos como mandante (66,6%). Além das 12 vitórias seguidas e do empate com a Chape, o time também venceu o São Paulo na 3ª rodada. Só o Fortaleza, no primeiro jogo da competição, conseguiu superar o Galo no Mineirão.

É, de forma disparada, a melhor campanha como mandante do Brasileirão, com nove pontos a mais que o segundo colocado na lista, o Flamengo (conquistou 31 pontos em 15 jogos).

Contra o Corinthians, às 19h (de Brasília) da próxima quarta-feira, o Atlético terá a chance de se tornar o recordista solitário de vitórias seguidas como mandante. Além desse confronto, o time ainda joga outras três vezes em casa pela competição, contra Juventude, Fluminense e Bragantino.

Maiores sequências de vitórias em casa no Brasileiro

  • 2021: Atlético – 12 vitórias (líder)
  • 2016: Atlético – 12 vitórias (4º lugar)
  • 2015: Santos – 12 (7º lugar)
  • 2010: Corinthians – 10 (3º lugar)
  • 2014: Cruzeiro – 10 (campeão)
  • 2019: Flamengo – 10 (campeão)

Informações : Marcelo Cardoso — Belo Horizonte – ge.globo.com

Continue lendo
Publicidade

Mais lidas

%d blogueiros gostam disto:
Ativar notificações    OK Não, obrigado