Connect with us

Notícias

Datafolha: fatia de brasileiros que pretendem se vacinar cresce e chega a 84%

Publicado

em

Mulher é vacinada em drive-thru em Maceió na quarta-feira (17) — Foto: João Vitor Ferreira/G1

Pesquisa foi feita entre os dias 15 e 16 março de 2021, com 2.023 brasileiros. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal “Folha de S.Paulo” neste domingo (21) mostra que 84% dos brasileiros pretendem se vacinar contra a Covid-19. O percentual cresceu em relação a janeiro, quando era de 79%.

O crescimento, de 5 pontos percentuais, é maior que a margem de erro do levantamento, que é de 2 pontos para mais ou para menos. A pesquisa foi realizada com 2.023 brasileiros adultos, que possuem telefone celular, em todas as regiões e estados do país, entre os dias 15 e 16 de março.

Veja os números:

  • 84% não se vacinaram e pretendem se imunizar (era 79% em janeiro)
  • 9% não se vacinaram e não pretendem se imunizar (era 17%)
  • 5% já se vacinaram (era 0%)
  • 2% não sabem responder (era 4%)

A intenção de se vacinar é maior entre as mulheres (86%) do que entre os homens (82%).

O levantamento mostra que a intenção de se vacinar cresce de acordo com os níveis de renda e escolaridade. Entre os brasileiros que ganham até 2 salários mínimos, o percentual é de 84%, enquanto entre os que recebem mais de 10 salários, de 88%.

Entre os brasileiros que estudaram até o ensino fundamental, o percentual que pretende se vacinar é de 81%, contra 86% dos que concluíram o ensino superior.

O percentual dos que pretendem se vacinar é maior entre os que avaliam o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como ruim ou péssimo: 89%, ante 84% na média da população. E é menor entre os que avaliam como bom ou ótimo (76%).

O levantamento também questionou os entrevistados se a vacinação contra o coronavírus deveria ser obrigatória ou não. Os percentuais foram:

  • 70% acham que a vacinação deveria ser obrigatória (55% em janeiro)
  • 30% acham que a vacinação não deveria ser obrigatória (44%)

Até sábado (20), 5,54% da população brasileira – ou 11.721.357 de pessoas – havia recebido a primeira dose da vacina contra a Covid-19, segundo o consórcio de veículos de imprensa. A segunda dose foi aplicada em 1,96% (4.140.109 milhões). Os dados são do consórcio de veículos de imprensa.

Até o momento, o país conta apenas com 2 vacinas: a de Oxford e a CoronaVac.

Fonte: g1.globo.com

Publicidade
Publicidade
Enable Notifications    OK No thanks