Connect with us

Esportes

Caso Daniel Alves: o que se sabe até agora sobre a prisão do brasileiro por suposto estupro – Esportes

Avatar photo

Publicado

em




O jogador brasileiro Daniel Alves, de 39 anos, foi preso preventivamente na última sexta-feira (20), por um suposto estupro contra uma mulher de 23 anos em uma boate de Barcelona, na Espanha. O lateral-direito, presente no elenco da seleção brasileira na Copa do Mundo do Catar, nega todas as acusações.


Daniel Alves foi detido enquanto prestava depoimento à polícia espanhola. O atleta se apresentou voluntariamente e foi levado para a sede prisional Brians 1, sendo transferido nesta segunda-feira (23) para a Brians 2. Ele está no módulo 5, onde ficam empresários, políticos e ex-policiais. Segundo o estafe do atleta, a mudança já estava prevista.




Onde e quando aconteceu o caso?

undefined







O episódio teria ocorrido na madrugada do dia 30 para 31 de dezembro de 2022, na casa noturna Sutton, localizada em Barcelona, na Espanha.



O que diz a vítima?

undefined



Segundo o depoimento da mulher de 23 anos, cujo nome é mantido em sigilo, Daniel Alves flertou com ela e outras duas amigas. O brasileiro teria agarrado a mão da vítima e levou-a ao pênis, repetindo o gesto repetidas vezes, apesar de a jovem resistir.


Depois, o jogador pediu para ela segui-lo e a levou ao banheiro da área VIP. A vítima denunciou que foi trancada no local pelo atleta, que a obrigou a fazer sexo e, quando ela resistiu, apanhou.


Daniel Alves deixou o banheiro antes da vítima, deixando a casa noturna com os amigos logo em seguida. A mulher deixou o banheiro chorando e procurou um segurança da casa, que acionou a polícia catalã (Mossos d’Esquadra).



Quais são as provas contra Daniel Alves?

undefined



A mulher supostamente estuprada por Daniel Alves foi atendida em uma sala e também foi recebida pelo responsável da casa noturna, que acionou a polícia e uma ambulância.


Ela foi transferida para o Hospital Clínic, onde foram feitos exames médicos. Segundo fontes consultadas pelo jornal, o laudo médico afirma que há algumas lesões compatíveis com a agressão.


A mulher foi dois dias depois da suposta agressão denunciar os fatos à polícia. Ela entregou o laudo médico e também o vestido que usava na noite de 30 de dezembro. A UCAS (Unidade Central de Agressões Sexuais) assumiu uma investigação que revisou as câmeras de segurança.


Conforme as imagens, o jogador e a vítima ficaram cerca de 15 minutos dentro do banheiro da área VIP. Entre as provas colhidas no local, foi encontrado sêmen, que exames de DNA vão indicar se pertencem de fato a Daniel.


Segundo o jornal El País, a jovem de 23 anos não aceita ser indenizada financeiramente pelas supostas agressões e também por danos morais por entender que o objetivo principal, a partir de agora, é fazer com que o atleta seja punido pelo ocorrido com a prisão.



O que diz Daniel ALves?

undefined



No dia 5 de janeiro, quando o caso veio à tona, o brasileiro disse em entrevista ao programa Y Ahora Sonsoles, da televisão espanhola Antena 3, que estava na casa noturna no dia indicado no depoimento da vítima. Porém, afirmou que sequer conhecia a mulher e “não invadiu o espaço dos demais”, negando as acusações.


Contudo, durante o seu depoimento à polícia no dia 20 de janeiro, o jogador admitiu ter feito sexo com a denunciante, mas afirma que a relação foi consensual.


Segundo a rádio Cadena SER, da Espanha, Daniel Alves teria solicitado um novo depoimento sobre o caso neste domingo. Ainda de acordo com o veículo de comunicação espanhol, o jogador brasileiro teria tomado a decisão após a segunda noite detido em Barcelona.



Quanto tempo Daniel pode ficar preso?

undefined



A juíza Maria Concepción Canton Martín decretou a prisão do jogador na sexta-feira, dia 20. Ele foi detido após prestar depoimento sobre o caso.


O Ministério Público pediu a prisão preventiva do atleta sem direito a fiança, e a titular do Juizado de Instrução 15 de Barcelona acatou o pedido, ordenando a detenção. A pena prevista é de 1 a 15 anos por crimes de agressão sexual, dependendo da gravidade, mas também pode ser reduzida a multas.


A juíza argumentou na decisão de prender o jogador que existia o risco de fuga, uma vez que o atleta não mora mais na Espanha e tem recursos financeiros para sair do país a qualquer momento.


Além disso, a Espanha não tem acordo de extradição com o Brasil. A prisão preventiva é uma medida cautelar, aplicada em última instância e em hipótese específica.


A investigação judicial de um caso de agressão sexual geralmente dura entre um ano e meio e dois anos. O jogador poderá sair da prisão preventiva se o recurso da defesa contra o mandado de prisão for aceito, tanto pelo juiz responsável pelo processo quanto perante o Tribunal de Barcelona, ou se a defesa apresentar provas sólidas que invertam uma investigação.


Neste caso, outras medidas cautelares podem ser tomadas, como a retirada do passaporte, o comparecimento perante o tribunal ou a proibição de sair do país.



O que diz a família do jogador?

undefined



A atual esposa do jogador, Joana Sanz, modelo espanhola de 29 anos, fez algumas declarações indiretas sobre o caso através de publicações pelas redes sociais.


“Peço por favor à imprensa que está fora de minha casa que respeite minha privacidade neste momento. Minha mãe morreu há uma semana. Mal comecei a supor que ela não está mais por perto e estou sendo atormentada pela situação de meu marido. Perdi os dois únicos pilares da minha vida. Tenham um pouco de empatia ao invés de buscar tantas notícias na dor dos outros”, escreveu Joana no Instagram, no dia em que o marido foi preso.


Nesta segunda (23), a espanhola fez uma nova publicação, com a frase: “Coração aguenta tanta dor”.


Já Ney Alves, irmão do jogador, alega que um advogado contratado pela família está sendo impedido de falar com Daniel na prisão. Segundo ele, a defesa do atleta está sendo feita por uma advogada ligada à ex-esposa de Daniel, Dinora Santana.


“Eu encaminhei uma autorização para o doutor Andrés, que saiu de Madrid e foi até a penitenciária onde meu irmão está detido. O doutor foi informado que a advogada de Daniel, que está conduzindo a situação, informou o doutor que o Daniel não quer falar com ninguém além dela, notícia essa que a gente tem certeza que não é verídica”, afirmou Ney em entrevista exclusiva ao Domingo Espetacular, da RecordTV.


Na reportagem, o parente informou que a mãe e um outro irmão de Daniel devem ir até a Espanha em breve para poder visitar o jogador no presídio.


Em contato com a reportagem, a assessoria de Daniel Alves informou que este irmão “não fala com ele há alguns anos”, e que “não tem gerência sobre as decisões”.







Como foram os primeiros dias de Daniel na prisão?

undefined




Reportagem feita pelo jornal espanhol El Periodico deu detalhes da primeira noite de Daniel em Brians I. Segundo o periódico, o jogador chegou abatido, sem dizer uma palavra.


Na sexta-feira à noite, o ex-Barça não jantou, alegando não estar com fome, e apenas tomou uma garrafa de água.


Nesta segunda, o atleta foi transferido para outro presídio, Brians 2, onde irá ficar no módulo 13, destinado para acusados de agressão sexual.


No local, ele vai compartilhar a cela com uma pia e um chuveiro outro detento.




Efeitos na carreira

undefined







No mesmo dia em que teve a prisão preventiva decretada, o Pumas, do México, clube em que Daniel atuava, anunciou a rescisão contratual por justa causa.


Pelo clube mexicano, o lateral-direito disputou 14 partidas. A última, no dia 8 de janeiro, na vitória do Pumas por 2 a 1 contra o Juarez, em que ele atuou por 45 minutos.


Dias após a partida, válida pelo campeonato local, Dani viajou até a Espanha para ficar com a esposa, que havia perdido a mãe recentemente.


Segundo informações do site Mediotempo, o brasileiro recebia um salário mensal de 6 milhões de pesos mexicanos (cerca de R$ 1,65 milhão, pela conversão de valores).


Por segurança, Daniel Alves é transferido de presídio na Espanha



Fonte: r7.com

Esportes

Presidente do Bellator explica recusa de Anderson Silva para despedida de Fedor: ‘Desgaste’

Avatar photo

Publicado

em

O sonho de muitos fãs de MMA era assistir ao confronto entre Anderson Silva e Fedor Emelianenko. O embate esteve perto de acontecer na despedida do russo do esporte, que vai acontecer no próximo sábado (4), pelo Bellator 290. Scott Coker, presidente da franquia americana, contou que antes de fechar com Ryan Bader, negociou com “Spider”.

“Uma das conversas com outros lutadores foi com Anderson (Silva). Ele escolheu apenas lutar Boxe, queria fazer a luta contra Jake Paul e disse que o desgaste em seu corpo para lutar MMA era duro demais. Então, ele recusou a luta. Não acredito que essa luta vá acontecer em nível nenhum, porque já oferecemos a ele”, comentou.

Aos 46 anos, Fedor vai colocar ponta final na carreira, onde ostenta a marca de 40 triunfos, apenas seis derrotas e o rótulo de maior peso-pesado de todos os tempos. O russo fez história ao ficar mais de dez anos invicto e ser campeão do extinto Pride, com triunfos memoráveis.

Com 47 anos, Anderson Silva deixou o UFC em 2020, onde foi campeão dos médios e obteve a impressionante marca de dez defesas de título. Após sair do Ultimate, passou a lutar Boxe e registra quatro lutas, com duas vitórias, um empate e uma derrota. A última apresentação foi justamente o revés para o youtuber Jake Paul no fim de 2022.

Fedor Emelianenko vai encerrar a carreira no MMA (Foto Bellator MMA)
Para conferir mais notícias sobre Anderson Silva e Fedor Emelianenko, clique aqui

Fonte: r7.com

Continue lendo

Esportes

Glover Teixeira revela que não pretendia se aposentar do MMA e cita causas que motivaram decisão

Avatar photo

Publicado

em

Ao ser derrotado por Jamahal Hill em disputa de cinturão meio-pesado no UFC Rio, Glover Teixeira surpreendeu muitas pessoas ao anunciar sua aposentadoria do MMA. Apesar dos 43 anos de idade, o brasileiro, até mesmo na semana do seu combate diante do americano, afastava a possibilidade de se aposentar das artes marciais mistas, afirmando ter paixão pelo esporte e que pretendia seguir lutando por mais alguns anos.

Menos de duas semanas após o revés na decisão unânime para Jamahal Hill na luta principal do UFC Rio, Glover Teixeira surgiu em suas redes sociais para deixar uma mensagem em vídeo para os fãs. Ainda se recuperando dos ferimentos sofridos no combate, o mineiro de Sobrália voltou a deixar claro que não era sua intenção se aposentar do MMA, mas a forma como se desenrolou o combate e os recentes cortes de peso para suas últimas lutas no UFC motivaram a decisão de deixar o esporte como atleta profissional.

“Estou aqui na academia hoje, vim dar uma suadinha, e está todo mundo me perguntando sobre aposentadoria, inclusive o Caio, os meus parceiros de treino… Foi surpresa para todo mundo. E foi surpresa mesmo, porque eu não estava planejando me aposentar. Planejava ganhar o cinturão e continuar. Mas como a luta foi, como o corte de peso está sendo muito difícil…

Os últimos cortes de peso têm sido difíceis pra caramba, e do jeito que a luta foi, eu resolvi ali parar e dar uma mudança para outra etapa da minha vida. Simplesmente quero agradecer a todos vocês, todos os fãs, todas as pessoas que me ajudaram a chegar ao topo, chegar ao lugar que eu estou. E ‘vambora’, vamos para a próxima etapa. Oss! Obrigado por tudo”, disse o ex-campeão meio-pesado do Ultimate.

Glover Teixeira encerra a sua carreira no MMA com 33 vitórias (18 por nocaute, 10 por finalização e cinco por decisão) e nove derrotas. O brasileiro lutava pelo UFC desde o ano de 2012, e ao longo dessa trajetória, venceu nomes como Quinton “Rampage” Jackson, Ryan Bader, Rashad Evans, Anthony Smith, Thiago Marreta e Jan Blachowicz. Além de ter conquistado o cinturão meio-pesado em 2021, Glover ainda travou batalhas contra Alexander Gustafsson e Jon Jones, outros nomes lendários da divisão até 93kg.

Glover Teixeira anunciou sua aposentadoria do MMA aos 43 anos de idade (Foto: Reprodução/UFC)
Para conferir mais notícias sobre Glover Teixeira, clique aqui


Fonte: r7.com

Continue lendo

Esportes

Jogador do Palmeiras sofre fratura evira problemão para Abel Ferreira

Avatar photo

Publicado

em

O Palmeiras sofreu um desfalque nas vésperas do duelo contra o Mirassol, na última quarta-feira (1). O goleiro Marcelo Lomba teve constatada uma fratura em um dos dedos da mão esquerda e precisará ficar de fora por tempo indeterminado.

O camisa 42 certamente seria um dos titulares na vitória sobre o Leão por 2 a 0, pelo Campeonato Paulista. Visando ter o time inteiro fisicamente no clássico contra o Santos, no próximo sábado (4), o técnico Abel Ferreira mandou a campo uma equipe praticamente inteira reserva, com exceção de Weverton.

Aliás, só a presença do arqueiro titular entre os onze iniciais deve ter pego alguns palmeirenses de surpresa, uma vez que naturalmente o reserva imediato é quem deveria ter ganhado minutos para atuar.

Contratado no fim de 2021 para ser o suplente imediato da posição, Lomba caiu nas graças do torcedor palestrino, apesar das poucas partidas disputadas. O experiente jogador de 36 anos mostrou segurança todas as vezes que foi acionado e até o momento está invicto pelo Verdão.

São doze partidas realizadas pelo arqueiro, sendo sete vitórias e quatro empates. Além disso, ele já faturou um Paulista, um Brasileirão, uma Recopa Sul-Americana e uma Supercopa.

Palmeiras venceu e retomou a liderança

O Alviverde encontrou certas dificuldades para bater o Mirassol, fora de casa. Depois de um primeiro tempo ruim, os comandados de Abel melhoraram na segunda etapa e saíram com o triunfo.

Giovani, que entrou no segundo tempo, foi o craque do jogo. A Cria da Academia era a peça de improviso que faltava para o Palestra modificar a partida e, dos pés dele, se originaram as assistências para os dois tentos do time.

Com o resultado positivo, o Palmeiras retomou a primeira colocação do Grupo D com onze pontos conquistados, um a mais que o Santo André, o vice-líder.

Fonte: r7.com

Continue lendo
Publicidade


Mais lidas