Connect with us

Economia

Brasil registra queda na inadimplência depois de 11 meses de alta, aponta Serasa

Avatar photo

Publicado

em

69,4 milhões de brasileiros estavam inadimplentes em dezembro. Valor médio da dívida por pessoa foi de R$ 4.493,91. Depois de 11 meses seguidos de alta, o Brasil finalmente registrou queda no número de inadimplentes em dezembro. Segundo o Mapa da Inadimplência e Renegociação de Dívidas do Serasa, 69,4 milhões de brasileiros estavam inadimplentes no último mês de 2022.
Apesar de ainda ser considerado alto, o número representa uma queda de 405 mil pessoas em relação ao registrado em novembro (69,83 milhões)
O valor de todas as dívidas juntas ultrapassou R$ 312 bilhões em dezembro. É como se cada um dos inadimplentes estivesse devendo, sem conseguir pagar, o valor de R$ 4.493,91. A maior dívida média por pessoa é de Santa Catarina: R$ 6.290,57.
O cartão de crédito continua como o maior responsável pelas dívidas ( 28,7%) que não conseguem ser pagas, seguido pelas contas básicas (22,25%) e pelo varejo (11,47%).
Um dos fatores que ajuda a explicar esse cenário é a injeção de dinheiro na economia com o pagamento do 13º salário. O Serasa também coloca Feirão Limpa Nome como possível fator para a diminuição do numero de inadimplentes.
Segundo a entidade, foram feitos 8,4 milhões de acordos entre novembro e dezembro, “o maior número de negociações da história da Serasa”. Ainda de acordo com o levantamento, as mulheres foram as que mais renegociaram suas dívidas no fim do ano.
Fonte: g1.globo.com

Economia

Dólar opera em queda, rondando R$ 5

Avatar photo

Publicado

em


No dia anterior, a moeda norte-americana registrou queda de 0,25%, vendida a R$ 5,0604. Dólar
Pixabay
O dólar opera em queda nesta quinta-feira (2), com investidores repercutindo as decisões sobre taxa de juros nos EUA e no Brasil.
Às 9h04, a moeda norte-americana caía 1%, cotada a R$ 5,0097. Veja mais cotações.
No dia anterior, a moeda norte-americana recuou 0,25%, cotada a R$ 5,0604. Com o resultado, a moeda passou a acumular perda de 0,99% na semana, de 0,25% no mês e de 4,12% no ano.
LEIA TAMBÉM:
ENTENDA: O que faz o dólar subir ou cair em relação ao real
COMERCIAL X TURISMO: qual a diferença entre a cotação de moedas estrangeiras e por que o turismo é mais caro?
DÓLAR: Qual o melhor momento para comprar a moeda?
DINHEIRO OU CARTÃO? Qual a melhor forma de levar dólares em viagens?
O que está mexendo com os mercados?
Agentes econômicos repercutem as decisões de juros do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) e do Banco Central do Brasil.
O Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) do Federal Reserve anunciou uma elevação de 0,25 ponto percentual em suas taxas básicas, para entre 4,5% e 4,75%.
ENTENDA: Como uma nova alta de juros pelo Fed afeta o Brasil?
HISTÓRICO: Desempenho do real foi pior nos governos Dilma e Bolsonaro
Para a economista do C6 Bank Claudia Rodrigues, o Fed deve subir os juros em mais 0,25 em cada uma das próximas duas reuniões, colocando-os pouco acima de 5% ao ano, patamar que deve ser mantido até o fim de 2024.
“Dados de consumo e produção da economia têm mostrado desaceleração, mas o mercado de trabalho continua aquecido e deve continuar pressionando a inflação por algum tempo. Por isso, torna-se necessário que os juros permaneçam altos por mais tempo. O ciclo de corte não deve começar em 2023”, diz.
Já por aqui, o Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu manter a taxa de juros em 13,75% ao ano, a ser praticada até 22 de março de 2023.
Para Ricardo Jorge, especialista em renda fixa e sócio da Quantzed, existe espaço para cortar juros se a inflação passar a cair de maneira significativa no país.
“Mas hoje temos um cenário de riscos fiscais e várias dúvidas, principalmente em relação à desoneração de combustíveis e ao orçamento que gera expectativa inflacionária. De maneira geral, o comportamento dos preços tem sido mais benéfico do que se esperava há um tempo atrás. Mas até que se veja a inflação melhorando de fato, acredito que a estratégia seguirá sendo a de manutenção dos juros nesse patamar”, diz.
Initial plugin text
Fonte: g1.globo.com

Continue lendo

Economia

Santander Brasil tem lucro abaixo do esperado no 4º trimestre

Avatar photo

Publicado

em


Lucro líquido foi de R$ 1,69 bilhão, queda de 46% em relação ao trimestre anterior; Em todo o ano de 2022, o lucro líquido do Santander Brasil caiu 21,1%, para R$ 12,9 bilhões. Agência do Santander
TV Globo/Reprodução
O Santander Brasil divulgou nesta quinta-feira lucro líquido de R$ 1,69 bilhão para o quarto trimestre do ano passado, queda de 46% em relação ao trimestre anterior, já que as provisões para perdas com empréstimos aumentaram 18,6% no período.
O resultado final ficou aquém das expectativas, já que a média de previsões para o lucro do banco no período apontava para R$ 2,86 bilhões no quarto trimestre, segundo dados da Refinitiv.
O vice-presidente financeiro, Angel Santodomingo, disse que os resultados do último trimestre ocorreram na esteira um ajuste operacional para se posicionar melhor em um cenário macroeconômico mais desafiador, com possíveis repercussões na dinâmica de crédito.
“Aplicamos maior seletividade na concessão e temos observado a materialização da deterioração das condições de crédito”, disse ele em comunicado, observando que a as margens do banco foram pressionada por mudanças no mix de produtos e taxas de juros mais altas – uma tendência que deve persistir ao longo deste ano.
Em todo o ano de 2022, o lucro líquido do Santander Brasil caiu 21,1%, para R$ 12,9 bilhões.
O Brasil responde por mais de um quarto das receitas do grupo Santander. O banco espanhol também divulgou resultados nesta quinta-feira, mostrando um salto de 18% no lucro, para um recorde de 9,6 bilhões de euros em 2022.
Fonte: g1.globo.com

Continue lendo

Economia

Veja como se proteger do golpe que bloqueia pagamento por aproximação com cartão de crédito

Avatar photo

Publicado

em


Objetivo de criminosos é induzir a vítima a usar cartão físico e digitar senha, para capturar dados. A descoberta de um novo tipo de golpe com cartões, que mira o pagamento por aproximação, exige cuidados dos consumidores e, principalmente, de lojistas.
De acordo com a empresa de cibersegurança Kaspersky, uma quadrilha consegue acessar remotamente o sistema de pagamento eletrônico nos computadores de lojas, ao qual a máquina de cartão está conectada por cabo.
O programa malicioso instalado nesses computadores permite que os bandidos detectem quando uma transação será via aproximação, e eles bloqueiam essa tentativa, gerando uma falsa mensagem de erro na tela da máquina.
Ilustração de máquina de pagamento com cartão conectada a um computador
Wagner Magalhães/g1
A ideia é forçar a vítima a inserir o cartão físico, cujos dados podem ser capturados. A partir daí, o cartão poderia ser usado em outra compra pelos golpistas, sem conhecimento da loja.
Veja abaixo dicas para se proteger do golpe.
Na hora do pagamento
O consumidor que receber a mensagem de erro no pagamento por aproximação não deve inserir o cartão físico na máquina para concluir a compra, explica o especialista em segurança cibernética Rafael Franco.
O ideal é insistir no pagamento por aproximação, em outro terminal. “(Aproximação) é uma tecnologia segura”, diz Fabio Assolini, da Kaspersky.
Caso a mensagem de erro também apareça em outra máquina, o cliente deve buscar alternativas, como pagamento via PIX ou dinheiro.
Suspeite ainda mais se a tela da máquina apresentar uma mensagem pedindo para que você insira o cartão. Esse aviso não é comum: as maquininhas costumam apenas informar que houve erro.
Em vez de usar um cartão físico para o pagamento por aproximação, Franco diz que é mais seguro “cadastrar seus cartões no celular, sempre vinculando (o uso) ao reconhecimento facial, e deixar os cartões físicos em casa”.
Após o pagamento
Sempre verifique os comprovantes de valores emitidos nas faturas de cartão; caso existam gastos indevidos, entre em contato com a instituição financeira responsável e faça um boletim de ocorrência.
Se possível, cadastre seu celular no aplicativo do banco para receber mensagem sempre que uma compra for autorizada com seu cartão.
Para lojistas
Lojistas precisam redobrar a atenção com qualquer solicitação para verificar suas maquininhas.
Antes de fazer o download de algum software solicitado, devem entrar em contato com a empresa do cartão para saber se aquilo é de praxe ou se algo está errado.
Isso porque, segundo a Kaspersky, os bandidos podem em contato com os comerciantes pessoalmente ou por telefone, se fazendo passar por funcionários de empresas de pagamento eletrônico, e pedir que o lojista clique em um link que seria relacionado a uma manutenção, mas, na verdade, é o que infecta os aparelhos com o programa malicioso do golpe.
Fonte: g1.globo.com

Continue lendo
Publicidade


Mais lidas